#repost by @prof.leonardolima Durante o nosso dia é comum termos alterações na pressão arterial. Não que isto seja indicativo de uma patologia cardiovascular. Isto significa que mudanças de posição do corpo, aspectos nutricionais, climáticos, emocionais e outras variáveis poderão interferir no equilíbrio sobre a pressão arterial. Nosso organismo é inteligente e muito eficiente para ajustar ou melhor regular a pressão arterial. Os barorreceptores são receptores de estiramento localizados principalmente na artéria aorta (transmitidos pelos nervos Hering para o nervo glossofaríngeo e daí para o núcleo do trato solitário na região do Bulbo no tronco encefálico) e carótida interna (transmitidos pelos nervos Hering para o nervo glossofaríngeo para o núcleo do trato solitário na região do Bulbo no tronco encefálico). Neste sentido quando o sistema "operacional fisiológico" identifica ajuste de pressão arterial os mecanismos rápidos de regulação entram em ação. Por exemplo, quando a pressão arterial precisa diminuir, neurotransmissor acetilcolina se ligar aos seus receptores muscarínicos no coração promove redução da frequência cardíaca e volume de ejeção, e assim, redução do débito cardíaco e da pressão arterial. Assim também irá ocorrer vasodilatação das arteríolas, levando redução da resistência vascular periférica e redução da pressão arterial. No entanto, quando os mesmos barorreceptores identificam necessidade do aumento da pressão arterial ocorrerá uma liberação de adrenalina e noradrenalina que ao se ligarem aos seus receptores beta-1-adrenérgicos irão promover o aumento da frequência cardíaca e volume de ejeção, e com isso, aumento do débito cardíaco, e vasoconstrição das arteríolas promovendo aumento da resistência vascular periférica e aumento da pressão arterial. #atividadefisica #educacaofisica #gym #regrann #treino #fisiologiadoexercicio Amo fisiologia 💝